nuvem privada

Com as constantes mudanças do mercado, as empresas estão buscando maneiras de se adequarem às novas demandas e potencializarem a atuação de seus negócios. Nesse sentido, a nuvem privada se tornou um modo bastante efetivo de alcançar esses objetivos.

Para se ter uma ideia, de acordo com dados da Salesforce, 94% das organizações mudaram seus processos internos por conta da crise atual. Por outro lado, 86% das empresas estão alterando as políticas internas com o objetivo de fornecer mobilidade aos seus clientes. 

Esse mesmo levantamento também nos revela que 84% das corporações investiram em novas tecnologias para potencializar a eficiência da operação e aprimorar o atendimento ao cliente.

Sabemos que o mundo está cada vez mais digital e, por sua vez, os consumidores mais exigentes. Para atender toda essa nova realidade, a adoção da nuvem privada é uma opção vantajosa para as organizações.

Na prática, essa modalidade de contratação permite o uso de servidores virtuais, armazenamento e compartilhamento ágil de dados. Com isso, é possível aumentar a efetividade do time interno, assim como a produtividade e o acompanhamento de toda a operação.

Dentre os principais modelos da nuvem privada, destacam-se:

  • SaaS – Cloud software as a service: software em nuvem como serviço;
  • PaaS – Cloud platform as a service: plataforma em nuvem como serviço;
  • IaaS – Cloud infrastructure as a service: infraestrutura em nuvem como serviço.

Para te ajudar a compreender as características e benefícios desse recurso, elaboramos um conteúdo completo. Continue com a sua leitura e saiba mais!

Leia mais: 5 cuidados ao guardar arquivos na nuvem

Principais características da nuvem privada

Os principais aspectos da nuvem privada são:

Amplo acesso à rede

Conhecido como broad network access, a plataforma em nuvem permite amplo acesso à rede. Ou seja, qualquer colaborador ou usuário pode visualizar essas informações, desde que tenha as devidas permissões.

Além disso, esses dados podem ser acessados por diferentes dispositivos, o que promove flexibilidade e mobilidade na operação.

Você pode se interessar: Gestão de TI: 5 dicas para liderar a equipe no “pós-pandemia”

Autoatendimento sob demanda

Ou on-demand self-service, essa característica facilita o acompanhamento de toda a rede por parte dos gestores, como armazenamento e tempo de uso.

Tudo isso pode ser feito de maneira prática, sem necessariamente ter algum tipo de intervenção humana.

Agrupamento de recursos

Por se tratar de uma ferramenta extremamente flexível, a nuvem privada permite o resource pooling, como é chamado o agrupamento de recursos.

Na prática, é possível disponibilizar uma série de recursos virtuais ou físicos para atender diversos usuários de uma vez e proporcionar uma troca de informações mais dinâmica. 

Escalabilidade

Por fim, uma das principais características da computação em nuvem que a torna uma opção vantajosa para empresas que desejam inovar os processos internos é a escalabilidade.

Isso significa que é possível aumentar ou diminuir a capacidade da ferramenta de maneira prática, de acordo com as demandas da corporação. Com isso, os ativos de rede correspondem às necessidades da sua empresa e auxiliam as iniciativas de expansão. 

Leia também: Infraestrutura de rede: como prevenir ameaças à segurança em nuvem?

Conheça a add it Cloud Solutions!

Para contar com um serviço de nuvem privada de qualidade e alta disponibilidade, é de suma importância contar com um parceiro especializado no setor, como a add it Cloud Solutions

Com mais de 20 anos de experiência, oferecemos aos nossos clientes soluções completas de Computação em Nuvem e Segurança Cibernética, auxiliando desde o planejamento desses serviços até o monitoramento desses recursos.

Além disso, fornecemos suporte aprimorado 24×7, proporcionando aos nossos clientes redução de custos, melhorias na operação e transformação digital. Deseja saber mais? Acesse agora mesmo e converse com um de nossos representantes.

Categories:

Tags:

Comments are closed