Ter um processo de recuperação de desastre de TI eficiente dentro de sua empresa, ainda mais nos tempos de hoje, é muito importante para que o seu negócio continue funcionando plenamente.

O Disaster Recovery é acionado após a interrupção de serviço, que por sua vez, pode ter a sua origem em desastres naturais, erros humanos ou mesmo crimes cibernéticos, e visa minimizar os danos que essa parada brusca pode causar à empresa.

Em outras palavras, estamos falando de um plano de contingência, em que analisamos os riscos e traçamos os seus objetivos de recuperação.

Leia mais: Como realizar um plano de contingência e de recuperação de desastres?

Principais ameaças

Por ter esse nível de importância para as organizações, a recuperação de desastre de TI possui algumas ameaças comuns a todos, das quais falaremos um pouco mais a partir de agora.

Queda na energia

Um dos maiores “inimigos” das empresas, independentemente do seu ramo de atuação, e que todos estão vulneráveis a ele em algum momento, é a queda de energia.

Ela pode se dar por inúmeras razões, podendo ser um problema apenas no edifício, como um simples curto-circuito, ou algo mais abrangente, como uma pane na rede elétrica do bairro ou mesmo da cidade em que está localizado.

Em qualquer um destes cenários, ter a energia cortada representa uma ameaça e precisa de um plano de recuperação de desastre de TI, afinal, esse tempo parado representa atrasos em diversas entregas, o que acaba resultando em uma perda de receita e até de equipamentos.

Veja também: Por que a gestão de desastres e ações de recuperação são importantes?

Crimes virtuais

Agora falando de uma ameaça mais elaborada, os ataques cibernéticos também são alvo da atenção na recuperação de desastre de TI, afinal, falhas e vulnerabilidades estão sempre sendo descobertas nos mais diversos sistemas operacionais que as empresas utilizam.

Explorar essas falhas e aproveitá-las, prejudicando as organizações, roubando informações importantes ou fazendo pedidos de resgate, como ocorre com os ransomwares, por exemplo, é algo que deve ser combatido.

Portanto, todo o cuidado é pouco quando o assunto é segurança no mundo online, e é muito importante possuir um sistema confiável, que seja capaz de recuperar os seus dados, sempre que for necessário.

Leia mais: Quais as diferenças entre o Plano de Recuperação De Desastres e o Plano de Continuidade de Negócios?

Impactos ambientais

Outra ameaça comum para a recuperação de desastre de TI, são os imprevistos que o meio ambiente pode nos proporcionar, com eventos sazonais, mas que não estão sob o nosso controle.

Eles podem ocorrer em maiores ou menores quantidades, dependendo da região ou do país em que você se encontra, mas de um modo geral, estamos falando de fenômenos como grandes tempestades, terremotos, tsunamis, furacões, etc.

No Brasil, por exemplo, alguns deles não acontecem, mas outros já são mais comuns. Portanto, é importante ter um plano de ação para cada ocasião, de acordo com o que é mais plausível de ocorrer onde a sua empresa está localizada.

Falha humana

Por fim, mas não menos importante, a falha humana faz parte da recuperação de desastre de TI, já que somos parte integrante da equação que compõe este universo.

Aqui os cenários variam, desde um erro no manejo do equipamento em si, resultando em uma avaria no mesmo, por exemplo.

Veja também: 5 erros que afetam a governança corporativa e compliance da sua empresa

Conheça a add it

Para contar com uma recuperação de desastre de TI, que proporcione tranquilidade para o seu negócio, conte com a add it Cloud Solutions.

Com a nossa solução Disaster Recovery, você terá uma estrutura de TI resiliente, que replica os seus servidores em outro Data Center.

Acesse agora mesmo e fale com um de nossos especialistas!

Tags:

Comments are closed

Categorias

Newsletter


Iniciar chat
1
Eu não sou um robô!
Oi, eu estou aqui no Whatsapp se você quiser falar!