gestão de infraestrutura

As rápidas mudanças nos processos das empresas, a introdução de novas tecnologias e a expansão da transformação digital ressaltam a importância de se manter a gestão de infraestrutura de TI atualizada e eficiente. 

Afinal, não basta ter uma infraestrutura funcionando de forma adequada. É preciso se adaptar às necessidades de operação e de modernização das organizações, como por exemplo o crescimento do home office e a exigência de maior investimento em digitalização.

Neste cenário, a gestão de infraestrutura é uma prática essencial para a otimização dos processos e cargas de trabalho da empresa. Com essa estratégia, é possível facilitar a digitalização de operações e a migração para a nuvem a fim de aumentar a eficiência e a produtividade das equipes e do negócio como um todo. 

Por que investir na digitalização e migração para a nuvem?

É fato que a pandemia do coronavírus acelerou os processos de transformação digital. Mas, mesmo antes desse período turbulento, a preparação digital já era uma necessidade. Apesar disso, o Brasil ainda engatinhava nessa questão. 

Segundo estudo da Cisco que mede a prontidão digital, o Brasil está na 67ª posição no ranking global com 141 países. Entre os componentes levados em consideração, estão a infraestrutura tecnológica e a adoção de tecnologias.

Outro levantamento comprova essa percepção de que as empresas brasileiras têm muito o que evoluir na transformação digital. De acordo com a pesquisa IT² – Benchmark da Maturidade da Infraestrutura de TI no Brasil, da Dell, a infraestrutura defasada de TI é um entrave para alcançar a maturidade digital.

Conforme o estudo, cerca de 40% das empresas ainda seguem com um modelo reativo. Então, só são realizados investimentos na atualização e modernização quando ocorre o término de garantia ou contrato. 

Ainda segundo a análise, 39% das companhias já adotam vários serviços de nuvem, mas só 6% pretendem ter 100% das cargas de trabalho nos ambientes de cloud em 24 meses.

Para completar a avaliação da digitalização das empresas, 33% dos CIOs no mundo acreditam que seu negócio está sendo superado pela concorrência, indica o Global CIO Survey. Entre os fatores que estão ficando para trás, estão:

  • Aumento da agilidade (24%);
  • Otimização do fluxo de trabalho (23%);
  • Maior eficiência (22%).

Leitura recomendada: 5 dicas de como aumentar a produtividade no trabalho com inovação tecnológica

Como a gestão de infraestrutura ajuda a superar desafios

Para superar os desafios listados acima, garantir maior rapidez na digitalização de operações e implementar soluções em nuvem nas empresas, a gestão de infraestrutura deve ser valorizada e tomar à frente nas ações.

Mas você pode estar se perguntando quais medidas devem ser adotadas para melhorar a infraestrutura? Vamos listar as principais:

1. Mapear as necessidades

O primeiro ponto da gestão de infraestrutura para entender como modernizar sua organização está relacionado a identificar suas necessidades. Afinal, há diversas soluções em nuvem para aumentar a agilidade de processos e garantir maior eficiência, produtividade, performance e segurança.

Por isso, é importante saber quais processos o negócio deseja migrar, como nuvem pública, privada ou híbrida, e-mail na nuvem, armazenamento de dados online, backup, desktop virtual, recuperação de desastres, entre outros.

Leia também: Cloud solutions: conheça 7 estratégias para aumentar produtividade e eficiência

2. Escolher os serviços de nuvem e tecnologias ideais

Depois do mapeamento, a gestão de infraestrutura deve avaliar a integração de pessoas, processos e tecnologias necessárias para obter o sucesso na implementação das soluções de nuvem.

Além disso, é preciso também verificar a capacidade de investimento da empresa, o aproveitamento das ferramentas e tecnologias, a internalização da cultura de nuvem e o retorno esperado pelos líderes. Assim, é possível escolher os serviços adequados. 

3. Validar o momento de migração

Para que a digitalização e a migração tenham êxito, é necessário escolher o momento ideal para o processo. Neste sentido, deve-se levar em conta o planejamento da empresa, assim como a condição financeira e a capacidade de fazer adaptações na gestão de infraestrutura.

Com tais lacunas preenchidas e resolvas, o negócio está pronto para a atualização da infraestrutura com as tecnologias digitais e a migração para a nuvem.

Leia também: Conheça as melhores práticas para migração para a computação em nuvem

4. Prezar pela excelência na execução

Com o planejamento e o momento de migração definidos, a execução do processo é a peça-chave para que as soluções sejam implementadas na organização, sem causar impactos na performance e produtividade.

Com isso, é possível adaptar a infraestrutura unindo as aplicações locais e na nuvem, tornando-a altamente flexível e ágil. Como resultado, a gestão de infraestrutura fica mais eficiente com otimização de custos e monitoramento da operação de forma mais simples e rápida.

5. Contar com parceiros estratégicos

Para 78% dos CIOs no mundo, as empresas precisam de parceiros externos para terceirizar os serviços de infraestrutura de TI devido à falta de conhecimento interno, segundo a Global CIO Survey.

Portanto, contar com parceiros estratégicos é fundamental para apoiar o seu negócio neste momento de digitalização e migração para soluções de nuvem.

Especialista em soluções em nuvem, a add it Cloud Solutions está preparada para auxiliar as organizações em todas as suas necessidades de forma personalizada.

Contamos com serviços de:

  • Nuvem pública, privada e híbrida;
  • Armazenamento na nuvem;
  • E-mail na nuvem;
  • Desktop virtual;
  • Backup na nuvem, entre outros.

Também realizamos o monitoramento contínuo 24×7 e a gestão de segurança para nos antecipar a possíveis problemas.

Ficou interessado em conhecer as nossas soluções? Entre em contato conosco!

Tags:

Comments are closed